terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Habitantes das zonas abissais






Zona abissal é o ecossistema situado na região mais profunda dos oceanos, chegando à profundidade de 2000 até 8000 metros, onde a luz do Sol jamais chega e a pressão pode atingir 11 mil psi (libra força por polegada quadrada). Como nessa região a escassez de nutrientes é alta, e a temperatura é baixíssima, não existem muito seres vivos. Os animais viventes nessas regiões têm características peculiares, para poder sobreviver a todas as dificuldades.

Um desses animais que abitam essa região é o peixe-víbora (IMAGEM 2), ele tem cerca de 60 cm de comprimento e é um dos predadores mais ferozes do mar. Seus dentes são grandes, geralmente não cabendo em sua boca; quando ataca, o peixe-víbora enfia os dentes na presa, a sua mordida é muito forte.

O tubarão-mergulhador (IMAGEM 3), chega à 2 mil metros de profundidade, buscando refúgio da luz. Para sobreviver nessas regiões ele conta com seis brânquias de cada lado (tubarões comuns têm cerca de 3 ou 4 brânquias de cada lado). Esse tubarão pode atingir até 6 metros de comprimento e vai à superfície em busca de crustáceos, peixes e mamíferos marinhos. Outro animal estranho é o peixe-lanterna (IMAGEM 4), ele tem esse nome porque produz luz, através de órgãos bioluminescentes, localizados em todo seu corpo. Durante o dia, ele fica em regiões de até 1500 metros de profundidade, à noite sobe a superfície para buscar alimentos.

Um animal curioso é o Melanocetus johnsonii, também conhecido como peixe-pescador-do-mar-profundo, peixe-pescador, diabo-negro, ou ainda peixe-diabo (IMAGEM 5). Ele atinge 2 mil metros de profundidade. A grande curiosidade desse animal é a existência de uma lanterna em sua cabeça, essa lanterna é, na verdade, um prolongamento de sua espinha dorsal, ele usa ela para atraí suas presas. Apesar de ser assustador, ele mede apenas 13 centímetros.

Ainda existem outros seres viventes nessas regiões, mas nem todos são muito conhecidos, como é o caso do Abyssobrotula galatheae (IMAGEM 1), que só possui nome científico. Ele foi encontrado à 8.372 metros de profundidade, e acredita-se que ele não possui olhos (até porque não os usaria nesse local).

3 comentários:

  1. essa materia e bastante legal

    ResponderExcluir
  2. QUAIS SAO OS ABITANTES

    ResponderExcluir
  3. São todos esses tipos de peixes, q desenvolvem caracteristicas especiais para sobreviver na escuridão, a baixas pressões e temperaturas.

    ResponderExcluir